Juazeirinhense conquista cinco medalhas em Olimpíada de Matemática

Um estudante de escola pública do município paraibano de Juazeirinho conquistou três medalhas de ouro e duas de bronze na última edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP). Marcantônio Soares Figueiredo, de 15 anos, atualmente é aluno do ensino médio no Instituto Federal de Educação da Paraíba (IFPB) em Campina Grande.
De 2005 a 2014, estudantes paraibanos do 6º ano ao 9º ano do ensino fundamental e médio conquistaram, ao todo, 25 medalhas de ouro, 59 medalhas de prata, 266 medalhas de bronze e 2.883 menções honrosas, ocupando nesses 10 anos da OBMEP, no Ranking Nacional, a 17ª posição.
Marcantônio foi, neste ano, o aluno paraibano com melhor desempenho nacional nessas competições, tendo conquistado 3 medalhas de ouro e 2 de bronze na OBMEP, 2 medalhas de ouro e 1 de prata na Olimpíada Campinense de Matemática, e 1 menção honrosa na Olímpiada de Maio, que é uma competição internacional, da qual participam todos os países da América Latina, mais Portugal e Espanha.
A cidade paraibana que tem a melhor performance da OBMEP nesses 10 anos fica no sertão da Paraíba: Paulista. Ela já ganhou no total, 7 medalhas de ouro, 9 medalhas de prata, 24 medalhas de bronze e 68 menções honrosas. Inclusive, em 2013, na Revista Época Negócios, número 71, de janeiro, fez parte de uma das reportagens, cujo título era “Como Produzir Talentos”, contendo 10 páginas. E, em dezembro do ano anterior, foi uma das reportagens do Jornal Nacional.
A OBMEP é a maior Olímpiada de Matemática do mundo, e contou em 2014 com a participação de mais de 18 milhões de alunos inscritos de 46.711 escolas brasileiras, e 99,41% dos municípios brasileiros. Na Paraíba foram quase 400.000 estudantes inscritos de todas as regiões paraibanas, o que corresponde a 81,72% do total de alunos da rede pública do Estado. Também em 2014, os alunos serão premiados com 500 medalhas de ouro, 1.500 medalhas de prata, 4.500 medalhas de bronze e até 46.200 menções honrosas. Professores, escolas e Secretarias de Educação também receberão prêmios.
Todos os ganhadores de medalhas da OBMEP 2014 que não tenham concluído o ensino médio serão contemplados também com uma bolsa de Iniciação Científica Júnior do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), como também passarão a receber aulas de matemática, com orientação da OBMEP, nos seus respectivos estados pelo mesmo período de duração da bolsa. Além do Programa de Iniciação Científica (PIC Jr.) a OBMEP desenvolve outros Programas de Ferramentas que visam incentivar o estudo e facilitar o acesso a conteúdos de qualidade em matemática quais sejam, Portal da Matemática, Banco de Questões e Provas da OBMEP, Portal Clubes de Matemática, Polos Olímpicos de Treinamento Intensivo e Programa de Iniciação Científica e Mestrado (PICME).
O PICME é um programa que oferece aos estudantes universitários que se destacaram nas Olimpíadas de Matemática (medalhistas da OBMEP ou da OBM) a oportunidade de realizar estudos avançados em Matemática, simultaneamente, com sua graduação. Os participantes recebem bolsas por meio de uma parceria com o CNPq (Iniciação Científica) e com a CAPES (Mestrado).
Nos últimos 37 anos, 14 ganhadores da Medalha Fields, o Nobel da Matemática, são ex-olímpicos. Inclusive, na premiação de 2014, cinquenta por cento dos premiados foram ex-participantes da International Mathematical Olympiads, como por exemplo, o primeiro brasileiro, Artur Ávila Cordeiro de Melo e a primeira mulher, a iraniana Maryam Mirzakhani.

deolhonocariri
Tecnologia do Blogger.