Saúde investiga a relação de 13 mortes com a gripe H1N1 na Paraíba


A Secretaria Estadual de Saúde (SES) da Paraíba está investigando a relação de 13 mortes com a gripe H1N1 no estado. Além desses casos, três casos de pacientes que morreram já tiveram resultados positivos para H1N1 e dois foram descartados. Os dados, que contabilizam os casos registrados até 23 de abril, foram enviados pela SES ao G1 na segunda-feira (25).

Ao todo, foram notificados 78 casos suspeitos da influenza A no estado. Sete deles já foram confirmados. Outros 13 casos já foram descartados e 58 seguem sendo investigados.
A SES informou que só contabiliza casos que estão inseridos no sistema de informação oficial. Os dados só são oficializados depois que os hospitais repassam os casos suspeitos de síndrome respiratória aguda grave para o núcleo de doenças transmissíveis agudas, quando são digitados no sistema.
A investigação está sendo realizada pelo estado e município por meio de exames laboratoriais de rotina e específicos (secreção nasofaringe), clínica e histórico de Síndrome Gripal dos pacientes através de prontuários nos serviços de atendimento. Por meio de um exame laboratorial (coleta de material nasofaringe-secreção), o resultado é liberado em torno de 7 a 15 dias após ser encaminhado ao Instituto Evandro Chagas, no Pará.
G1