Fornecimento de energia em 73 cidades da PB normaliza após apagão

O fornecimento de energia em Campina Grande e mais 72 cidades paraibanas estava totalmente restabelecido por volta do meio-dia desta segunda-feira (14), segundo a assessoria da Energisa Borborema, uma das concessionárias de energia da Paraíba. O problema afetou cerca de 410 mil unidades consumidoras de energia em 73 cidades, ainda de acordo com a EnergisaCada unidade consumidora é representada por um imóvel com medidor de energia, seja comercial, seja residencial.
De acordo com a direção da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), houve um curto-circuito na Subestação Campina Grande 2, controlada pelo órgão, e a alimentação de energia na área foi perdida a partir das 5h30 (horário local). A Chesf repassa a energia para a Energisa, que distribui nas unidades consumidoras. Segundo a empresa, o ponto de conexão com a Energisa foi normalizado às 8h10 (horário local), quando a energia começou a ser restabelecida em alguns bairros e às 11h (horário local) cerca de 90% dos locais afetados já tinham energia novamente, com o fornecimento oscilando.~
Prejuízos
Por conta da falta de energia, o Hospital Universitário Alcídes Carneiro (HUAC) em Campina Grande teve que suspender dez cirurgias de média e alta complexidade e cancelar mais de 200 exames de ultrasom, ecocardiograma, raio-x e eletrocardiograma que estavam programados para esta segunda-feira.
De acordo com informações do superintendente do HU, Homero Rodrigues, a medida foi para economizar a energia dos geradores e priorizar os serviços das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e a cozinha do hospital. 
Segundo a Associação dos Hospitais de Campina Grande, além do HU, as unidades da cidade não tiveram nenhum impacto com a falta de eletricidade porque os serviços foram mantidos com o auxílio de geradores de energia.
Já para o comércio a situação foi diferente. Segundo a Câmara de Dirigente Logistas (CDL), as lojas tiveram uma queda de 30% nas vendas porque não podiam realizar operações com cartão de crédito, nem emitir notas fiscais.
Trânsito
A Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP) de Campina Grande informou que todos os semáforos da cidade ficaram sem funcionar por alguns minutos. Por isso, os agentes foram deslocados para os principais cruzamentos. Às 10h (horário local), os sinais já haviam retomado o funcionamento, informou o gerente de operações de trânsito Alex Marcolino.

g1