Lira defende reforma educacional como condição para desenvolvimento do Brasil

Em discurso na Tribuna do Senado Federal esta semana, o Senador Raimundo Lira (PMDB-PB) defendeu uma ampla reforma educacional no Brasil, de forma objetiva, consistente e madura.
 
Lira, que já apresentou três projetos voltados à melhoria e à segurança da educação dos brasileiros, afirmou, em seu discurso, que nenhum país consegue se desenvolver sem ser através de uma educação de qualidade.
 
"Esse ensino de qualidade respalda a produção industrial com alto valor agregado, ou seja, a produção industrial que contém mão de obra de alta qualificação, com ciência, com pesquisa, com tecnologia e com patentes", afirmou Raimundo Lira.
 
Enfático, ele disse que é exatamente esse binômio educação de qualidade e exportação de produtos com alto valor agregado que faz com que um país se desenvolva e atinja patamares elevados, chegando à condição de totalmente desenvolvidos.
 
Raimundo Lira, que além também é economista, ressaltou que um país subdesenvolvido é um país onde funciona, com muita intensidade, o impatriotismo, a violência, a injustiça social, e todas as mazelas sociais.
 
Ao concordar com a teoria política e econômica que defende que somente a independência econômica das pessoas e das famílias traz a independência política da nação, Raimundo Lira destacou que um país politicamente independente é um país mais preparado para fazer as suas escolhas, que são mais acertadas e mais qualificadas.
 
No entendimento de Raimundo Lira, a reforma educacional é o caminho para que, no futuro, os brasileiros possam gozar e viver num País com mais estabilidade econômica, com mais estabilidade social e mais segurança.

Parlamento PB