Médico é demitido em Juazeirinho após se recusar a atender bebê


Um médico plantonista foi demitido do Hospital Municipal de Juazeirinho na noite desta quarta-feira (8) por se recusar a atender um bebê de 2 meses de vida e que apresentava um quadro febril.
De acordo com informações obtidas, a mãe do bebê, Anabilly Nóbrega, 17 anos, foi ao hospital em busca de atendimento porque seu filhinho estava ardendo em febre com 38 graus.
No entanto, ao chegar neste centro de saúde o médico teria se recusado a atender o bebê e permanecido trancado no apartamento destinado aos médicos por um período de mais ou menos uma hora.
A adolescente, com um filhinho nos braços ardendo em febre, chegou a chorar devido a demora do médico em atender seu rebento.
Uma tia avó da criança, Maria Jorge, disse que devido a demora do médico, teria ido com uma cunhada ao local onde estava o profissional onde ocorreu até uma discussão.
“Depois de muita demora, ele atendeu a criança, porem com muita arrogância, ignorância, prepotência  e mal educado”, disse Maria.
Médico é demitido
A secretária Municipal de saúde, Josenilda Morais, ao ser informada do acontecido pela diretora do hospital, Cláudia Martiniano, que confirmou a recusa do médico em atender de pronto a criança, telefonou para o diretor clínico do hospital, dr Petrúcio Brito e, diante da gravidade do caso, pediu para que ele arranjasse outro profissional porque a gestão do prefeito, Bevilacqua Matias (PTdoB), não iria tolerar tal comportamento, haja vista que o Governo prima pela humanização no atendimento aos pacientes.
Desta forma, Dr Petrúcio informou à secretária que não seria possível demitir o médico nessas circunstâncias porque poderia caracterizar como abandono de plantão, mas que a partir desta quinta-feira (9) ele não fará mais parte da equipe médica e será substituído por outro profissional, sem prejuízo no atendimento aos pacientes.
A primeira dama, Luciana Matias, telefonou pessoalmente para os familiares do bebê, pediu desculpas em nome do Governo Municipal e informou sobre a demissão do médico.

Paraíba Mix com Heleno Lima